Postado em 07/01/2020

Clinimex - Clínica de Medicina do Exercício

Um dos posters apresentados no EuroPrevent 2019 (Lisboa, Portugal) em abril último, com a colaboração de parceiros da CLINIMEX e dos top colegas Jari Laukkanen (Finlândia), Jonathan Myers (Estados Unidos) e Dusan Hamar (Eslováquia).
Em breve síntese: nesse pôster mostramos que há uma associação entre a potência muscular máxima relativa ao peso corporal (medida em watts/kg de peso corporal no movimento de remada alta) e a sobrevida em homens e mulheres de meia-idade e idosos na coorte da CLINIMEX. A contribuição mais interessante dessa versão preliminar do estudo é que enquanto ter resultados baixos na potência muscular máxima relativa é associado a taxas altas de mortalidade por todas as causas, as curvas de sobrevida são similares naqueles homens e mulheres que se encontram no nível mediano ou acima dele. Ou seja, não devemos ter baixa potência, mas não é quanto mais melhor! As implicações dos resultados desse estudo para a saúde publica são muito amplas e foram objeto de várias matérias na mídia no exterior. Muitas dessas matérias divulgaram também a nossa proposta de exercícios resistidos – 2 a 3 séries de 6 a 8 repetições com velocidade máxima na fase concêntrica -, visando ganho preferencial de potência muscular.
Solicitar cotação
Mensagem enviada. Entraremos em contato com você em breve.